Neurocientistas descobrem que ler código é diferente de ler uma linguagem

Pesquisadores do MIT descobriram que ler código de computador não ativa as mesmas regiões do cérebro que estão envolvidas no processamento da linguagem, e sim uma rede distribuída chamada de “rede de demanda múltipla” e que é utilizada para tarefas cognitivas complexas, como resolver problemas matemáticos ou palavras cruzadas. Mesmo assim, Anna Ivanova, principal autora do estudo, afirma que entender código parece ser algo peculiar, não sendo o mesmo que matemática e lógica. As informações são da página MIT News.

Desenvolvido por BLV Digital desde 2014

%d blogueiros gostam disto: